Salmo 12:5

“Por causa da opressão dos pobres, e do gemido dos necessitados, levantar-me-ei agora, diz o Senhor; porei em segurança quem por ela suspira.”
Salmo 12:5

A opressão dos pobres, que faz gemer de várias dores os necessitados, é tema do dia e alguns em nome desta causa, enriquecem, destacam-se na sociedade, e usam de duas caras para prevalecerem, quando em companhia dos pobres se colocam como sendo a sua única esperança para que os mesmos venham a sair da pobreza, da miséria e do sofrimento dos que não tem recursos, para se suster, porém quando em companhia dos seus pares na riqueza, regalam-se como se nada mais houvesse para pensar, promessas para cumprir, trabalho importante para fazer, um ciclo que se repete, como um giro de uma roda que parece que ninguém pode parar, que gira constantemente atraindo para ela apenas alguns para ficar dentro e passar por cima dos que estão fora, como um grande rolo compressor e opressor, que não mata e nem cura, não deixa morrer de fome e também não a sacia por completo, uma eterna retórica, de ação e reação. Mas há alguém que tem poder, um ser onipotente, que pode dar cabo desta situação, o salmista inspirado pelo Espírito Santo o anuncia, como um trombeta que tocada anuncia a chegada de um rei, quem é este rei da gloria, se não o Senhor o Criador nosso, Redentor nosso, que se levanta para defender sem engano, a causada opressão dos pobres e do gemido dos necessitados para por em segurança todos que por ela suspiram e nela trabalham. Senhores vale a pena militar nesta obra, gastar a vida nesta obra, sabendo que como diz Paulo na primeira carta aos coríntios 15:58 nosso trabalho não é vão no Senhor.