O Dom de Profecia no Novo Testamento

Atos 11:27-30

“27 E naqueles dias desceram profetas de Jerusalém para Antioquia.
28 E, levantando-se um deles, por nome Ágabo, dava a entender pelo Espírito, que haveria uma grande fome em todo o mundo, e isso aconteceu no tempo de Cláudio César.
29 E os discípulos determinaram mandar, cada um conforme o que pudesse, socorro aos irmãos que habitavam na Judéia.
30 O que eles com efeito fizeram, enviando-o aos anciãos por mão de Barnabé e de Saulo.”

O dom de profecia (1 Coríntios 12:10), é uma realidade também no NT, muito embora seja claro que os profetas e profetizas do novo testamento, tem características diferentes do que os do AT, ou seja, juntamente com a lei guiar o povo de Deus, mas também operar sinais e maravilhas, e prever alguns acontecimentos importantes, revelados por Deus, que deveriam acontecer em tempo futuro, dos quais, João Batista foi último. No NT temos a clara manifestação deste ministério, com características diferentes, uma vez que todo crente em Cristo, tem o Espírito Santo e alguns segundo a soberania de Deus, além da benção da salvação em Cristo, tem o privilégio de serem batizados com o Espírito Santo e com fogo (Atos 1:4,5) palavra profética de Jesus Cristo (Mateus 3:11) palavra profética de João Batista. Com o batismo com o Espírito Santo vem alguns dons do Espírito Santo e entre eles do de profecia, que no NT entre outras coisas, traz alerta a coisas que devem acontecer no futuro, em determinadas regiões do mundo, Atos 11:27-30 é um dos exemplos disto, Ágabo era um dos crentes de Jerusalém que era usado por Deus no dom de profecia, portanto profeta, como está denominado no versículo 27, e entre outras coisas que fez no seu ministério, tais como evangelizar, orientar o povo com as palavras de Cristo, foi profetizar, alertando de um acontecimento futuro, isto é, que viria grande fome na terra, interessante notar, que depois do pecado, fome sempre esteve na terra, mas aqui se trata de grande fome, isto é muito mais pessoas seriam atingidas, saber disto com boa antecedência, e pela palavra firme de um profeta cheio do Espírito Santo, faz a diferença em (Gênesis 41) enriqueceu ainda mais a Faraó, o Egito e José também. No caso aqui de atos 11, tempo suficiente para que os irmãos de Antioquia, se organizassem e se preparassem para socorrer os irmãos pobres da Judéia, tudo isto aconteceu entre os anos 41 e 54 dC, isto é já na era Cristã, poucos anos depois da morte e ascensão de Jesus Cristo, a identificação do tempo em que ocorreu Lucas registra que foi nos dias de Claudio (Tibérius Claudius – viveu, dos anos 10 dC a 54 dC e reinou de 41 a 54 dC. Portanto, com características diferentes dos que profetizaram até João, o dom de profecia é notório, com o levantamento de profetas e profetizas pelo poder de Deus através do Espírito Santo, enviado por Jesus Cristo. Qual é o problema então no NT?, é o mesmo do VT, ou seja os falsos profetas, bem como os falsos mestres (1 João 4:1) (2 Pedro 2:1-3), sendo que em 2 Pedro 2:1-3 temos as características alarmantes dos falsos, que infelizmente se vê até nos ditos verdadeiros hoje, a Avareza, o transformar da igreja em comércio, esta usando as práticas deste, importantes sem dúvidas para se manter no mercado e prosperar, tais como lançamento de alvos e metas, esquecendo-se que igreja é igreja e comércio é comercio, esta depende de seus membros fiéis a Deus e aquele de seus clientes fiéis a marca, conquistados com métodos e procedimentos diferentes, do que a fé em Jesus Cristo.

Que Deus nos abençoe e nos livre dos Falsos, profetas e mestres.

 

Pr. José Aparecido, servo de Jesus Cristo