Louvor e Adoração

“Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura tais que assim o adorem” João 4:23 (JFA-RA).

Quando Jesus Fala verdadeiros adoradores, pressupõe-se a existência de falsos. Os verdadeiros direcionam a Deus a adoração, por outro lado os falsos, sob a aparência de que se está levando o povo a adorar a Deus, sutilmente direciona a adoração a si mesmo, sob a égide de que está direcionando a adoração ao Pai, com palavras de falsa modéstia, que engana a muitos, menos a Deus.

Há alguns também que confundem, Louvor com a adoração, os membros da Equipe de Louvor já conhecem bem a diferença, porque ouvem sempre as instruções a respeito, no discipulado e nas reciclagens do discipulado que passam em tempos programados pelos líderes.

A explicação mais simples é:

- Quando se louva a Deus fala-se para ele e dele o que ele faz, como por exemplo, “Deus que sara as feridas da nossa alma, Deus que nos guarda, Deus que nos fortalece etc.”

- Quando se adora a Deus fala-se para ele e dele quem ele é, exemplo, “Deu é bom,  Deus é amor, Deus é criador de tudo que existe inclusive a nós, etc.”

As músicas que não seguem assim, falando o que Deus faz e quem Ele é, está longe de ser de louvor e adoração, por mais bela que seja.