A responsabilidade é pessoal

“Eis que todas as almas são minhas; como o é a alma do pai, assim também a alma do filho é minha: a alma que pecar, essa morrerá.”
Ezequiel 18:4

Deus mandou uma palavra através do profeta Ezequiel, para responder ao povo, que acreditava que na questão da salvação da alma que é a vida eterna com Deus, ou da morte da alma, que se consiste na separação eterna de Deus, sem volta, se consumava também nos filhos. Para dar instrução ao povo usa a boca do profeta fazendo uma pergunta ao povo: “Que tendes vós, vós que dizeis esta parábola acerca da terra de Israel, dizendo: Os pais comeram uvas verdes, e os dentes dos filhos embotaram? Vivo eu, diz o Senhor Jeová, que nunca mais direis este provérbio em Israel. Eis que todas as almas são minhas; como a alma do pai, também a alma do filho é minha; a alma que pecar, essa morrerá.” Ou seja a responsabilidade é pessoal, é evidente que a participação dos pais é muito importante na educação espiritual dos filhos, tanto que a princípio a tendência dos filhos é seguirem a mesma religião dos pais, até que por iniciativa própria quando mais maduros, continuam ou não na mesma religião, porém a responsabilidade conforme Deus falou através do profeta Ezequiel, a responsabilidade é pessoal, os pais podem influenciar, ensinar enquanto podem, levar seus filhos as reuniões da igreja, porém a decisão de conversão, compete a cada um deles.

Aos pais cabe orar, ensinar orientar, dar bom testemunho para que os filhos sintam pelo menos a princípio, a vontade de conhecer a Jesus Cristo, através das escrituras e uma possível experiência pessoal de salvação.

Pr. José Aparecido, servo de Jesus Cristo